3 formas de pensar que podem te afastar do dinheiro. Aprenda como “reprogramar” seus pensamentos.

Tempo de leitura: 5 minutos

  • A cada três brasileiros um sonha em ser dono do seu próprio negócio.
  • A cada dez que tem esse sonho, apenas um o realiza.
  • E a cada vinte que realizam esse sonho, apenas um se mantém por mais de 5 anos no mercado.

-MAS, POR QUÊ?

O segredo está na PROGRAMAÇÃO MENTAL

Marco-Meda-Mente-LiderSe tornar um empreendedor de sucesso não é um desafio dos mais fáceis.

Sou a prova viva disso.

Ter o controle das suas finanças pessoais, controlar gastos, aumentar faturamentos e atingir a liberdade financeira são consequências de uma longa caminhada, e como tal, é preciso começar com um primeiro passo.

 

 

 

 

“Nossa Rafael, que poético. Jura que uma caminhada começa com um primeiro passo? Eu nem imaginava!”

 

Engraçadinho.
É muito importante falarmos sobre esse primeiro passo, pois é exatamente nele que a grande maioria dos aspirantes a empreendedores desistem do seu negócio próprio para voltar a uma vida de falsa segurança, estabilidade e conforto.

Mas se você cansou dessa vida com pouca emoção (e pouco dinheiro, o que é pior), é só continuar a leitura e se preparar para mudar alguns conceitos.

Reprogramação Mental

Quando falamos em reprogramação mental não estamos falando em Aprender, e sim em Desaprender e aprender a reaprender.

Ficou confuso?
Respire, relaxe! Leia novamente com calma.

Desaprender e aprender a reaprender.

alvin
Titio Alvin Toffler vai reforçar.

Pegou?
Muito bem! Vamos continuar.

Todos nós temos no nosso “HD” (mais conhecido como cérebro e mais precisamente no nosso inconsciente) uma série de informações que compõem o nosso MODELO DE DINHEIRO.crianca-poupa-dinheiro

Esse modelo de dinheiro significa a forma como você lida com recursos financeiros e é constituído de informações que acumulamos ao longo da vida, principalmente quando crianças.

Essas informações chegaram até nós através dos pais, professores, irmãos e demais figuras de liderança com as quais tivemos contato durante nossa formação.

A verdade é que nenhuma criança nasce já com uma educação financeira formada, somos ensinados.
A maneira com a qual você lida com o seu dinheiro foi aprendida durante a sua vida e essa regra vale para todos nós.

 

 

 

Fomos ensinados a pensar e agir de determinada maneira no que se refere ao dinheiro. Esses ensinamentos se transformaram no condicionamento, que são todas as respostas automáticas que nos conduzem ao longo da vida. A menos, é claro, que sejamos capazes de intervir e rever os arquivos de dinheiro que temos na cabeça.

 

O que exatamente eu devo desaprender?

Esses ensinamento que programaram a nossa mente para agir inconscientemente vem de 3 formas.

1)PROGRAMAÇÃO VERBAL:
-Tudo o que você ouve em relação a dinheiro enquanto criançacriança pobre

Alguma vez você já ouviu…?

  • “Não temos dinheiro pra isso”
  • “Os ricos são gananciosos”
  • “Ricos não tem amigos de verdade, as pessoas só se aproximam por interesse”
  • “Isso não é para o nosso bico”

 

Se sim, essas frases pesam profundamente nas suas decisões financeiras atualmente, e você nem imagina.

Se você acredita que “Ricos não tem amigos e são pessoas más”, você pode estar inconscientemente se livrando do seu dinheiro ou evitando ganhá-lo pra “não ser uma pessoa má e sem amigos”.

2)EXEMPLOS:

-Como eram seus pais e/ou líderes com o dinheiro?

Eram gastadores? Controlados? Apertados? Generosos demais?
Com certeza muito do modelo de dinheiro deles está gravado em você, muito mais do que você pode acreditar.

3)EPISÓDIOS ESPECÍFICOS:

Você já presenciou alguma briga por dinheiro?discutindo
Já viu alguém triste por perder dinheiro?
Deixou de fazer algo que queria muito porque seus pais não tinham dinheiro?

Se sim, pode ser que você associe dinheiro à dor.
Então você se livra do dinheiro, pra se livrar da dor. (Parece maluquice, mas é o que acontece)

 

Esses são apenas alguns exemplos, claro.

Existem vários episódios que podem ser traumáticos e levar a sua vida financeira ao fundo do poço!

 

Você precisa identificar quais são essas crenças prejudiciais, desaprendê-las e substituí-las por “arquivos de riqueza”.

“Caramba, como eu faço isso?”

 

É muito simples! Mas lembre-se que simples é diferente de fácil.

O ser humano é um ser de hábitos, nossos pensamentos são formados também por hábitos.

james_c_hunter_pensamentos_viram_acoes_acoes_viram_habi_k9mv8n

 

Reprogramar a sua mente consiste em “Mudar Hábitos de Pensamentos”.

 

Será que é fácil vencer um hábito?
Com o hábito de fumar por exemplo, é fácil parar?

Definitivamente NÃO!

Mas é simples!!!

O primeiro passo para mudar seus hábitos de pensamentos, é entender quais eles são, e quais estão de prejudicando na vida profissional (o que pode se estender para a vida pessoal e amorosa).

 

Quem é você, então? Como você pensa? Quais são as suas crenças? Quais são os seus hábitos e as suas características? Qual é a sua opinião sobre si próprio? Quanta confiança você tem em si mesmo? Como é o seu relacionamento com as pessoas? Até que ponto você confia nelas? Você realmente acredita que merece ser rico? Qual é a sua capacidade de agir apesar do medo, da preocupação, do incômodo, do desconforto? Você consegue ir em frente mesmo quando não está disposto a fazer isso?

Você precisa de uma TERAPIA FINANCEIRA!

Existem alguns livros que são verdadeiras terapias ; o mais poderoso deles se chama “Os Segredos da Mente Milionária.
Essa postagem inclusive foi toda baseada no primeiro capítulo desse livro.

E como somos todos muito parceiros aqui no# Virei Meu Chefe, é só clicar aqui para visualizar e baixar o livro em PDF – 100% grátis.

Compartilhe sua história conosco, qual a sua maior dificuldade em ganhar e acumular dinheiro?
Quais lembranças da sua infância você acha que mais afetaram sua vida financeira?

Vamos responder todos os comentários com dicas e sugestões, tentando te ajudar a se libertar dos “maus pensamentos”.


 

 

Este texto foi útil pra você?
Deixe seu comentário e nos ajude a contribuir com sua formação empreendedora.

Comentários

Comentários