6 dicas simples para você mudar sua vida financeira em 2016

Tempo de leitura: 8 minutos

Como anda sua vida financeira?

Se você hoje se encontra no vermelho é sinal de que está fazendo algumas coisas erradas com as suas finanças pessoais. Isso chega a ser óbvio.

O grande problema é que o óbvio pode não ser tão fácil de se perceber como imaginamos.

Confira essa lista com 6 dicas extremamente simples mas, que se aplicadas, vão fazer sua vida financeira mudar nos próximos 12 meses.

1 – Faça uma lista com todas as suas dívidascheck listee

Dívidas não são totalmente ruins, muitas vezes elas representam um passo a frente na conquista dos seus objetivos.
Se você comprou um carro com uma entrada e mais 12 parcelas, essa é sim uma dívida saudável (se você precisa do carro e pode pagar por ele sem se apertar, claro). O mesmo vale para um imóvel.

O problema é que existem dívidas extremamente prejudiciais, que com certeza vão te deixar no sufoco durante todo o ano; compras parceladas no cartão de crédito, cheque especial, empréstimos, planos de celular, tv a cabo, brinquedos para os filhos que são usados duas vezes e depois ficam encostados entre outros.

Sempre que possível, compre a vista. Se não tem o dinheiro para comprar a vista, espere até juntá-lo.

Faça uma lista de todas os seus gastos mensais e identifique aqueles que podem ser cortados.

2 – Elimine a compra de supérfluos. superfluos

Antes de comprar qualquer produto ou ir a algum evento se pergunte 3 coisas:

  • Eu posso pagar com o dinheiro que tenho no bolso (sem parcelar) e não ficar apertado?
  • Eu realmente preciso disso?
  • O benefício dessa compra será apenas momentâneo ou será duradouro?

Suas respostas deixaram sua consciência pesada? Não compre.

A ideia não é acabar com seu lazer, muito pelo contrário. Você pode se divertir muito mais, usando seu dinheiro de forma inteligente. Além da sua vida financeira, sua vida pessoal também agradece.

Exemplo:
Ao invés de sair com seus amigos para um bar ou restaurante a noite, porque não convidá-los a sua casa onde comida e bebida serão muito mais baratas? Com certeza você se sentirá mais a vontade e fará 3 programas como este com o dinheiro que gastaria em uma noite.

3 – Tenha uma poupança mensal, mas tenha mesmo.porquinho-quebrado-2

Primeiramente tenha em mente que poupança não é para “momentos difíceis”, se você poupar com essa mentalidade tudo que vai atrair para sua vida financeira serão mais momentos difíceis. E você não quer isso, certo?

Sua poupança servirá para investimentos em liberdade financeira. É com esse dinheiro que você vai comprar “aquele imóvel” que o vizinho está desesperado para vender, pedindo preço de banana por ele.

Ou então “aquela franquia” que está sendo lançada e vai valorizar 200% em 1 ano.

Quantas oportunidades você já deixou escapar porque não tinha o dinheiro na hora? Vai continuar as perdendo até quando?

Quando eu digo “tenha uma poupança mensal, mas tenha mesmo” estou dizendo para você parar de se enganar, poupando um mês, pulando três, usando o dinheiro do primeiro mês para comprar um par de tênis e depois se esquecendo de poupar novamente.

Poupança é uma obrigação!

Quando o mês terminar, a primeira “conta” que você deve pagar é a da sua poupança.

Sabe porquê? Porque ela é o Seu Pagamento pelo mês trabalhado.

Como você vai usar seu dinheiro para investir, cada real poupado significa um real mais próximo da liberdade financeira.

Se você paga todas as suas contas primeiro, e deixa sua liberdade financeira por último, é provável que não sobre dinheiro para ela. Então você se conforma e se ilude: “no mês que vem eu vou depositar dobrado”.

Eu e você sabemos que é mentira.

Poupe JÁ! Estabeleça um valor entre 5% e 50% da sua renda, que seja compatível com sua realidade e assuma o compromisso de poupar esse valor mensal.

Não deixe seu porquinho triste como o da foto.

4 – Tenha uma renda extra

renda-extra-300x200

O Virei Meu Chefe tem um nome bem sugestivo. Acho que você já percebeu que aqui temos uma forte tendência a incentivar você a ter seu próprio negócio.

Mas na verdade nós não temos nada contra o emprego, é sério. Ter um emprego não é ruim.

O que é ruim de verdade é ter só o emprego.

Você precisa de, no mínimo, um plano B.

Mais de 800 mil brasileiros perderam o emprego em 2015. Você realmente se sente seguro com sua carteira assinada?

Costumo dizer que o ser humano financeiramente estável é aquele que consegue ter um “Tripé Financeiro”, ou seja, no mínimo três fontes de renda.

  • Uma atividade regular (sim, pode ser seu emprego).
  • Uma renda extra.
  • Um investimento que gere renda passiva.

Esse tripé é para que, caso uma das rendas sofra algum problema, você tenha as outras duas para te apoiar, para que você não “caia”.

Como seria sua vida se você perdesse o emprego agora?

Selecionamos algumas ótimas sugestões de renda extra e as colocamos aqui.

Clique no link ou deixe seu e-mail para receber uma LIST VIP de sugestões de cursos que você pode aplicar como renda extra ou mesma para iniciar sue negócio próprio. (Oportunidade de ouro para sua vida financeira, em?! Vai perder mais uma?)








5 – Conhecimento sobre finanças e empreendedorismo; você precisa ter.financas_(2)

Não estou falando necessariamente sobre aqueles livros enormes e “chatos” (para a maioria) sobre finanças, geopolítica e estatísticas.

O conhecimento financeiro é delicioso de se aprender, na nossa Home Page temos um menu sobre “Livros indicados”, são leituras fáceis e simples, divididas em três categorias (Inteligência financeira, Liderança e Vendas, Persuasão e crescimento pessoal).

São livros dos maiores especialistas em finanças e empreendedorismo do mundo todo como Robert Kyiosaki, T. Harv Eker, Flávio Augusto, Donal Trump e por ai vai.

Esse conhecimento é mais importante do que você imagina.

Recentemente foi publicado um estudo sobre a realidade de ganhadores de loteria alguns anos após a premiação recebida.

Ficou constatado que 93% das pessoas que ganharam grandes prêmios voltaram a sua realidade financeira anterior dentro de um prazo médio de 5 anos. Ou seja, perderam tudo.

A explicação é simples; nós temos um termostato financeiro dentro de nós.

Se você não sabe o que é um termostato vou dar um exemplo bem simples.

Imagine um aparelho de ar condicionado; quando você o regula para que sua temperatura fique a 23°, você na verdade está ajustando o termostato do aparelho para 23°.

Se a temperatura do ambiente é de 30°, o termostato do seu aparelho liberará ar frio o suficiente para gelar o ambiente até 23°.

Se você tem um termostato financeiro regulado para operar com um rendimento de R$1.500,00 por mês e recebe do nada uma quantia de R$500.000,00 a tendência é que você inconscientemente se livre do dinheiro e passe a operar com uma quantia de dinheiro na qual você está acostumado. No caso, R$1.500,00 por mês.

Talvez você esteja pensando “Eu? Me livrar de dinheiro? Nunca! Jamais faria isso”

Será mesmo que não?

Em épocas de “vacas gordas” quanto você costuma gastar com supérfluos? Você frequenta mais restaurantes? Compra mais roupas? Enche o carrinho do supermercado? Compra utensílios para a sua casa? Compra os melhores brinquedos para o seu filho? Vai a mais eventos? Compra eletrônicos mais modernos?

Acredite! Tudo isso e muito mais é consequência do seu termostato financeiro.

Você se livra do dinheiro, sem saber que está fazendo.

E sabe como regular o seu termostato financeiro para o sucesso?

Estudando meu caro, estudando.

 

6 – Ajude as pessoas

ajudar

Você provavelmente já deve ter ouvido falar da Lei da Atração.

Caso não a conheça, resumidamente ela diz que você recebe do universo aquilo que atrai para si através de seus pensamentos e atitudes. Ou seja, se você é uma pessoa que busca o bem, com toda certeza coisas boas acontecerão a você.

Não tome todas as suas decisões pensando em ganhos, tampouco em ganhos financeiros.

Seja uma pessoa leve, que pratica o bem e ajuda o próximo.

Sem dúvidas os ganhos (inclusive financeiros) serão uma consequência dos seus atos.

Se você acha que este artigo foi útil para você, deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos.
Esperamos que seja muito útil a eles também. Não é mesmo?

 

E se você quer fazer parte da nossa equipe de empreendedores, deixe seu e-mail para poder ajudar e ser ajudado pela nossa equipe.

De brinde vamos te mandar uma lista com várias sugestões de cursos para você montar um negócio onde poderá trabalhar até mesmo em casa.







vida financeira, vida financeira, vida financeira,


Este artigo foi útil para você?
Deixe seu comentário e nos ajude a ser relevantes na sua formação empreendedora.

 

Comentários

Comentários