Facebook: Será que vale a pena vender pelo Faceboook? E aí, será que vale ou não vale à pena investir no Facebook?

Faaaaala comigo Chefe, aqui é Rafa Aguiar e esse é mais um vídeo do canal Virei Meu Chefe. E a pergunta que eu venho responder aqui hoje é: ainda vale a pena tentar vender pelo Facebook, ou não?

E se você tem essa dúvida relaxa, porque ainda é muito comum as pessoas se perguntarem se o Facebook ainda vale a pena, pois temos sim os dois lados da moeda.

O lado negativo é que os dados mostram: o Facebook não é tão eficiente e não tem o mesmo alcance que tinha a cinco ou seis anos atrás. O u número de usuários ativos tem caído muito na plataforma, e o preço dos anúncios para você anunciar ali a sua fan page, está cada vez mais caro.

 

E a favor, temos muitas pessoas que ainda conseguem fazer do Facebook uma arma muito forte para vender e apresentar sua marca a o público desejado. E o fato de o número de usuários ativos estar caindo, preocupa, sim, muitos especialistas. Porém, ainda há milhões de pessoas que usam esta ferramenta e podem ser alcançadas pelo seu produto ou marca.

E com esses prós e contras, afinal, vale ou não a pena tentar vender pelo Facebook? Calma Chefes, vou explicar “tin,tin por tin,tin” e você vai poder chegar a conclusão se vale a pena ou não VOCÊ vender por esta plataforma.

E antes mesmo de começar, quero deixar bem claro que EU, Rafael Aguiar não uso o Facebbok para vender NADA do VireiMeuChefe! Então borá lá.

Vale a pena investir no Facebook?

A primeira coisa que você precisa entender é, o que aconteceu com o passar dos anos com as pessoas que usavam o Facebook para vender? Acontece que a alguns anos atrás, a taxa de entrega “orgânica” que o Facebook apresentava era em torno de 80%.

E o que exatamente quer dizer isso? Por exemplo, se você tinha uma fanpage com 100 mil inscritos e fizesse uma postagem na sua rede, essa postagem era vista por 80 mil pessoas de graça.

E com isso se sua postagem tivesse qualidade, você receberia muitas curtidas, seguidores, visualizações e claro, VENDA$. E de tão bom que isso era acabou atraindo o mundo todo, desde marcas mais famosas como Coca-cola até uma padaria localizada em uma cidadezinha de interior.

E foi aí que a coisa desandou. O Facebook foi criado para ser uma rede social, ou seja, pessoas interagindo com pessoas, e não marcas interagindo com pessoas.

Então com esse volume gigantesco de postagens relacionadas a vendas, o Facebook acabou se tornando um panfleto infinito de ofertas de produtos dos mais variados nichos. E para que a proposta inicial de ser uma rede social não se perdesse, o Facebook limitou o alcance dessas postagens para que a rede social sobrevivesse.

E a taxa de entrega “orgânica” teve a incrível queda ao longo desses anos: de 80% para incríveis 2%. Ou seja, você tem que pagar para que os anúncios atinjam os outros 98% que a postagem grátis não alcançou.

Como funciona os anúncios pagos do Facebook?

Com essas informações, vamos então falar dos anúncios pagos do Facebook. Existem 3 tipos de anúncios pagos:

  • Anúncios para pessoas que não seguem a sua página ainda;
  • Anúncios para quem já segue a sua página;
  • Anúncios de Remarketing (para pessoas que não seguem a sua página mas que atingiu o funil de vendas que você criou)

A última opção é apenas a fim de conhecimento dos senhores. Vamos abordar aqui hoje apenas a opção de “seguidores” e “não seguidores”. Então Let’s vamos ao tema!

Os anúncios para quem já é seu seguidor é mais barato. Mesmo que você tenha na sua rede milhares de seguidores, vai ser um público muito menor do que os que estão fora dela. Então, com uma quantidade menor de investimento, você consegue alcançar um público bacana, lembrando que são apenas pessoas que te seguem na sua rede.

Os anúncios para pessoas que não te seguem é mais caro, pois engloba um volume muito maior de pessoas alcançadas, o que não quer dizer que lhe trará melhores resultados. Muitas pessoas que recebem o seu anúncios podem pouco se importar com o conteúdo exibido ali naquele momento.

Atraindo seguidores: como fazer isso dentro do Facebook?

Resumindo. Se você está começando a sua fanpage, a primeira coisa que você precisa é atrair seguidores, mas como fazer isso rapidamente?

  • Pagando anúncios.

E depois de aumentar sua rede, você precisa produzir conteúdo que agrade seu público.

Ai você faz um belo investimento, atrai seguidores e sua rede esta bombando de pessoas. O que você precisa fazer para que seu conteúdo alcance todos os seus seguidores?

Isso mesmo, pagar novamente para que o seu conteúdo chegue ao maior número de pessoas possível, pois apenas 2% irão receber seu conteúdo de graça.

Então, para que você esteja sempre crescendo sua rede, e ALCANÇANDO TODOS os seguidores novos, você tem que estar sempre fazendo novos investimentos.

E o Facebook não está tão preocupado em recuperar esse público porque as duas plataformas pertencem ao mesmo dono, logo são uma só. Então será que vale a pena investir em uma rede que não pretende neste momento voltar a ser a número um dentre as plataformas disponíveis atualmente?

Não digo aqui que isso não vai acontecer. Mas pelo que venho acompanhando e estudando, não é a intenção do Facebook neste momento retomar esse público.

Uma pesquisa simples que você mesmo pode fazer, é perguntar ao seus amigos e familiares quantas vezes eles acessam o Facebook e o Instagram por dia, ou por semana.

Eu mesmo costumo acessar o Instagram em média umas 50 a 60 vezes por dia. Já o Facebook eu abro de 2 a 4 vezes por semana. Como já comentei antes aqui o Facebook ainda tem milhões de usuários, e um dado importante é que o público que mais cresce nesta plataforma é de pessoas acima dos 45 anos e idosos.

Talvez isso se dê porque eles tenham dificuldade em interagir no Instagram, uma vez que ele é um pouco mais dinâmico e complexo para quem não tem o costume de usar.

Moral dessa história toda Chefes: se você está só começando, se não tem um público formado, se não tem uma boa quantia para investir e se você não tem um domínio considerável de técnicas e estratégias de investimento, eu recomendo que você repense sobre sua plataforma de vendas.

MUITO importante frisar que eu não estou dizendo para você não vender pelo Facebook, que ele não é uma boa ferramenta de vendas, que pessoas que dizem que tem bons resultados pelo Facebook estão mentindo e etc. O que eu trago são dados e estatísticas que estão disponíveis para qualquer pessoa estudar e tirar suas próprias conclusões.

Basta você analisar esses fatos e ver se vale a pena ou não investir no Facebook para ter resultado no seu negócio. Lembrando que cada negócio tem um público, uma necessidade, uma estratégia diferente, e às vezes o que é bom para uns, não é tão bom assim para outros, e vice e versa.

Apenas para concluir, algumas pessoas indicam fielmente o Facebook como ferramenta para vender, e lhe oferecem estratégias e resultados impressionantes. Você deve avaliar se essa pessoa é um usuário antigo do Facebook ou se ela já está na plataforma antes da queda de entrega “orgânica” que eu citei aqui.

Porque se ela está na plataforma a muito tempo, o resultado que ela tem será totalmente diferente do resultado de uma página nova. Pois a captação de seguidores e etc já ocorreu antes das barreiras que o Facebook impõe conforme vimos aqui hoje.

Bom Chefes espero que tenham gostado do Post, novamente gostaria de reforçar que não venho aqui para dizer o que cada um deve ou não fazer, e sim para trazer informações e experiências que possam ajudar você a crescer e obter resultados satisfatórios e poder ser o SEUCHEFE! Grande abraço e até a próxima !