Persona: o que é e como criar uma? Fundamental para segmentação do Marketing Digital, deve-se tomar cuidado para não confundi-las com Público-Alvo.

Fala Chefe, tudo bem com vocês? Se você trabalha com o Marketing Digital ou já tentou de alguma forma, fazer algum anúncio pago nas redes sociais, já deve ter se deparado com o termo Persona.

Eu falo isso porque, compreender quem é, de fato, o seu comprador é extremamente essencial não só para desenvolver produtos com qualidade e sucesso, mas também para produzir conteúdo que orientará esse lead dentro do funil de conversão.

Tanto na produção de matérias para o Blog do seu site, quanto para a produção de Vídeos e/ou Artes para postagem, utilizar-se da persona ajuda no melhor direcionamento dos temas. Através dele, sabemos para quem estamos comunicando, como estamos comunicando, onde podemos melhorar…

Leia Também: Como criar um Funil de Vendas matador

E sim, é um verdadeiro desafio! Montar uma persona (ou várias) pode ser difícil quando se faz as perguntas erradas… Porém, extremamente fácil quando começamos com as perguntas exatas! Depois do diagnóstico, basta utilizar as informações levantadas para traçar um planejamento estratégico que consiga atingi-las num nível mais profundo! (Mas isso é assunto pra outro blog).

No post de hoje, em especial, iremos abordar o conceito da Persona, deixando claro pra vocês a importância dela dentro da sua ação de marketing e claro: ensinar você a criar um modelo ideal para orientar suas campanhas. Vamos lá?

O que é Persona?

Podemos definir como Persona, a representação fictícia do seu cliente ideal. Contudo, ela sempre será baseada com dados reais de comportamento dos seus clientes. Você consegue beber essas informações diretamente das fontes como o Google Analytics e relatórios do Facebook Ads. Feedback dos clientes também orientam.

Como criar uma Persona
Como criar uma Persona

É importante pensar nas histórias pessoais de cada um, nos motivos para ele comprar o seu produto, quais são suas dores e preocupação e, o mais importante: as objeções que ele tem.

Se você tem um banco de dados dos seus clientes, saiba que a tendência é eles exemplificarem a sua persona (ou avatar, como ela é chamada em alguns lugares).

DICA DO DIA: Para uma boa definição, temos que nos focar tanto nos clientes que estão satisfeitos com o nosso produto quanto aquele que estão insatisfeitos com o mesmo. Em ambos os casos que citamos, você conseguirá absorver informação que aprimorarão a sua campanha e até mesmo, mudarão a forma de encarar o cliente.

Qual a diferença entre Público-Alvo e Persona?

Essa confusão é bastante comum de acontecer. Primeiro, é necessário que você entenda que NÃO estamos falando do mesmo objetivo. Ele não são sinônimos.

Mesmo assim, parece confuso? Que tal um exemplo para ilustrar a situação:

  • Definição de Persona: José Augusto tem 28 anos, é advogado recém-formado e trabalha de forma autônoma. Pensa em investir em sua capacitação através de um mestrado ou doutorado, de preferência, fora do país já que adora viajar. Seu sonho sempre foi fazer um intercâmbio. Está buscando, neste momento, uma agência que consiga ter o melhor preço para aquilo que busca, casando perfeitamente com a oportunidade de residir e estudar na Europa.
  • Definição de Público-Alvo: Mulheres e homens de 24 a 30 anos, solteiros, graduados em ensino superior, renda média de R$ 3.500,00. Desejam aumentar sua capacitação profissional.

E agora, será que ficou um pouco mais claro a diferença entre ambos os termos?

Público alvo é quando você encara de maneira geral uma parcela mínima da sociedade para a qual você vende seus produtos ou presta seus serviços. Já a persona é algo mais direcionado, é a representação do seu cliente perfeito, ideal, de uma forma muito mais humanizada e realista.

Público-Alvo X Personas
Público-Alvo X Personas

Sei, sei… Num primeiro momento, ambos os termos podem até soar parecidos. Mas dentro de um plano de estratégia de Marketing, faz toda a diferença conceituar a campanha com foco no José Augusto, já que é ele quem eu quero atingir.

Fora que, como dissemos acima, não precisa de limitar a uma persona só! Caso você sinta a necessidade, verá que o seu produto corresponde a mais de um perfil- e sim, isso é bastante comum. Mas tenha cuidado para não exagerar!

Se, utilizando como base apenas uma persona você tem a limitação das suas campanhas, usando várias também a torna ampla demais e ineficaz.

Por que criar uma Persona?

Dentro de uma estratégia de Marketing Digital, a persona é fundamental para alcançar todos os objetivos da campanha. Através dela, conseguimos criar umacomunicação e um layout que agrade, que comunique com quem vai comprar o seu produto, otimizando o nosso investimento e reduzindo o custo.

Sem que a gente tenha alguém definido para comunicar, é possível que a gente fale grego com quem só entende alemão. Ou promova cortes de carne selecionados para pessoas vegetarianas. Ou ofereça um produto da classe A para a classe D. E por aí vai…

Como se não bastasse, ainda enumeramos outros motivos para você:

  • Ajuda na definição do tom e no estilo do seu conteúdo;
  • Auxilia na determinação do tipo de conteúdo que você irá produzir para atingir esse objetivo;
  • Ajuda a definir alguns tópicos sobre os quais você precisará trabalhar;
  • Auxilia na criação da melhor estratégia de Marketing, representando o público ao qual você deverá focar;
  • Ajuda a entender onde os prospectos estão buscando a sua informação e onde eles desejam consumi-las.

Como Definir a minha Persona?

Bom, acho que você já entendeu TUDO sobre persona, já sabe que irá gastar dinheiro à toa se não a fizer e já entendeu as vantagens e desvantagens de fazê-la. Agora, que tal colocarmos as mãos na massa?

Para que você consiga criar uma persona com êxito, é necessário que você se inspire no perfil do seu cliente típico. Isso quer dizer que você deverá ser guiado pelos seus dados e responder, com base neles, algumas perguntas simples, que expliquem o comportamento da persona, como:

  • Quem é o seu potencial Cliente? (Procure descrever características físicas e também psicológicas);
  • Que tipo de assunto interessa a ele, conhecer sobre o seu nicho?
  • Quais são as atividades do dia a dia que ele realiza?
  • Qual é o nível de instrução da sua persona?
  • Que tipo de informação ele consome? Onde está essa informação?

Nas entre linhas: aqui, você precisa ter na sua mente o que a pessoa responsável pelo seu produto ou pelo seu serviço está buscando. Pense nos assunto que interessa a ela, imagine ela como uma pessoa real. Veja seus costumes, que hora ela acessa as Redes Sociais, e tudo mais o que for te ajudar a se comunicar com eles.

E, pra dar aquela força, deixamos um modelo disponível para Download. Basta clicar aqui e Baixar Modelo Editável de Persona.