Tráfego Orgânico: 9 dicas marotas para bombar o seu em todas as suas mídias O que é Tráfego Orgânico? Por que é importante? Como fazer para ter mais?

Começar um negócio digital já tendo que investir em anúncios é osso, né? Pior que isso é ter de manter um negócio digital por um longo período contando só com as divulgações pagas. Aí a coisa fica realmente tensa. É por isso que o TRÁFEGO ORGÂNICO é a menina dos olhos tanto para iniciantes quanto para veteranos no Marketing Digital.

É que ter gente chegando no seu site, no seu canal, nas suas redes sociais sem precisar pagar por isso é muito bom, né não?

Leia também: Como fazer para seus clientes correr atrás de você

Acontece que, quando a gente começa um negócio digital, é muito comum ter dois problemas bem sérios:

  1. A gente não tem público suficiente seguindo a gente ainda, a ponto de isso gerar um bom volume de vendas e
  2. também não tem grana pra investir em anúncios pagos.

Aí vem o dilema: como conseguir tráfego para nossas mídias desse jeito?

Como conseguir Tráfego Orgânico

Se você tá nessa, começando um negócio ou precisando dar um UP no seu, se liga aí que a gente vai te contar tudinho que você precisa saber sobre tráfego orgânico para conseguir atrair cada vez mais público para seu negócio sem precisar investir em anúncios.

Será que você conhece esse tal de tráfego orgânico?
Será que você conhece esse tal de tráfego orgânico?

Vamos te contar direitinho que papo é esse de tráfego, qual é a diferença entre o orgânico e o pago, vamos discutir qual é melhor para quem e em que momento, vamos te dar dicas TOP sobre como gerar mais tráfego orgânico para seu site ou blog, canal no Youtube e para as redes sociais também.

Bora lá?

O que é esse tal de tráfego?

Tráfego são as pessoas que visitam seu site, blog, perfil no Instagram, fanpage no Facebook, canal no Youtube… ou seja, tráfego é o fluxo de pessoas que acham você, sua empresa, seu negócio de alguma forma na internet.

Não é difícil imaginar como é importante ter tráfego nas suas redes sociais, blog ou site, né? Quanto mais gente chegando até você e conhecendo seu negócio, mais chances de fazer vendas. Por isso, gerar um bom volume de tráfego é fundamental para o sucesso de qualquer negócio.

O Tráfego orgânico é uma das principais estratégias de marketing digital
O Tráfego orgânico é uma das principais estratégias de marketing digital

Pensa, por exemplo, numa lanchonete no meio da Floresta Amazônica ou do deserto. Por lá não passa muita gente, ou seja, o tráfego é baixo (muito baixo mesmo). Qual é a possibilidade de essa lanchonete ter um bom volume de vendas (mesmo que os produtos sejam muito melhores que os do McDonalds e Burguer King juntos)? Sem chance, né?

É mais ou menos assim com seu negócio também: por melhores que sejam seus produtos e serviços, se ninguém chega até você, ninguém compra. É por isso que gerar tráfego é tão importante e acaba tirando noites de sono de muito empreendedor digital iniciante e veterano também.

Passo a passo para conseguir atrair tráfego

Basicamente, tem dois jeitos:

  1. Com anúncios pagos, por isso se chama tráfego pago;
  2. Atraindo um fluxo de pessoas através de bons conteúdos, sem precisar pagar por isso.

Esse último é o tráfego orgânico. Ele é chamado de orgânico porque as pessoas chegam de forma relativamente espontânea, já que não envolve investimento direto de dinheiro nesse processo de atração delas.

Uma boa estratégia de negócio online deve levar em conta as duas possibilidades, ou seja, deve usar tanto o tráfego orgânico quando o pago.

Tráfego pago gera um aumento de público no curto prazo, ou seja, rapidinho seu blog ou site, suas redes sociais e seu canal começam a receber mais visitantes. Isso significa que o número de vendas também pode crescer mais depressa.

 

 

 

Já o tráfego orgânico gera resultados mais de médio e longo prazos, ou seja, é “de graça”, mas demora mais um pouco e dá um bocado de trabalho.

Por isso, o ideal é trabalhar com os dois: usar o tráfego pago pra atrair público rapidamente e já começar a vender e usar o tráfego orgânico para reter essas pessoas, fazendo com que elas confiem em você e voltem sempre para ver e comprar seus produtos e serviços.

Apesar de gerar bons resultados no curto prazo, o tráfego pago tem um defeito: se parar de investir, os resultados caem quase imediatamente. Já no tráfego orgânico, como não tem investimento direto, ele traz resultados mais consistentes.

Nós, do Virei meu Chefe, usamos as duas estratégias e dá muito certo. Fazemos anúncios pagos para campanhas específicas e usamos também várias técnicas para atrair mais e mais tráfego orgânico. Inclusive, também ensinamos essas duas formas, detalhadamente, nos nossos cursos. O Treinamento Completo Virei meu Chefe tem o foco mais voltado para gerar e manter tráfego orgânico, embora ensine técnicas de tráfego pago também. E o Curso Estratégias de Ganhos Rápidos é mais focado nas técnicas de tráfego pago, embora tenha também várias dicas de tráfego orgânico.

Por que o tráfego orgânico é importante?

Os dois são importantes, mas, para quem quer ter um negócio sólido, com vendas recorrentes e resultados de médio e longo prazos, o tráfego orgânico é fundamental.

Segundo dados do próprio Google, quando as pessoas estão buscando informações, elas tendem a evitar clicar em anúncios, porque elas entendem que anúncios são exclusivamente para vender e, se elas não estão procurando o que comprar, elas vão fugir dos anúncios sim.

Por que o tráfego orgânico é importante?
Por que o tráfego orgânico é importante?

Então, se seu conteúdo é informativo, o lance é que ele apareça nos primeiros lugares da busca sem virem marcados como anúncios, ou seja, que eles sejam resultados orgânicos.

Mas, se você quer é vender, porque haveria de produzir conteúdo informativo? É que oferecendo conteúdo de qualidade, você se torna uma figura de autoridade diante do seu público. As pessoas vão passar a confiar mais em você e, consequentemente, vão comprar mais de você também. E você nem vai precisar pagar anúncios pra isso e, no longo prazo, isso vai fazer uma diferença enorme no sucesso do seu negócio.

Bacana isso, né?

Quais as vantagens do tráfego orgânico?

Então, veja mais vantagens do tráfego orgânico em relação ao pago.

  • Custo

A gente até já falou sobre isso, né? Gerar tráfego orgânico é mais barato que gerar tráfego pago. Mas, mais barato não necessariamente quer dizer de graça. É que, mesmo que não tenha custo direto na compra de anúncios, criar toda a estrutura de conteúdo e usar todas as técnicas necessárias para ter bons resultados com o tráfego orgânico dá trabalho, leva tempo e exige investimento em conhecimento, ou seja, precisa fazer um investimento indireto. Um investimento de tempo e em aquisição de habilidades e não em dinheiro. Ainda assim, é muito interessante criar essa estrutura para gerar tráfego orgânico sim. É ela que vai dar solidez ao negócio.

  • Escalabilidade

Os resultados obtidos com o tráfego orgânico são escaláveis, ou seja, eles crescem com o passar do tempo. Já no tráfego pago não. Se sua estratégia é focada apenas em anúncios, quando você para de anunciar (e pagar) os resultados despencam. Já na sua estrutura de conteúdo, um artigo ou vídeo que você produz e fica ali disponível na internet pode gerar vendas muito tempo depois, no piloto automático.

  • Relevância

As pessoas tendem a clicar mais em conteúdo orgânico quando buscam por informações ou por soluções para seus problemas. Se você é a pessoa que oferece esse conteúdo, você acaba se tornando uma autoridade, uma espécie de salvador que ajudou a resolver um problema. Com isso, você ganha a confiança das pessoas e elas tendem a comprar mais de você por causa dessa confiança.

  • Duração

Os resultados possíveis com o tráfego orgânico não têm prazo de validade. Eles podem se prolongar por vários anos, desde que a sua informação continue relevante. Nesse caso, sempre que alguém pesquisar por um tema referente ao seu conteúdo, ela vai te encontrar e vai poder comprar de você, não importa se será hoje, amanhã ou daqui a 1 ano.

  • Construção de relacionamento

As técnicas de geração de tráfego orgânico permitem que você estabeleça uma relação duradoura com seu público. Já o anúncio pago gera apenas uma relação de compra e venda que, muitas vezes, não é o que a pessoa realmente quer ou precisa.

Aprendendo a gerar tráfego orgânico

Para criar uma estrutura que gere tráfego orgânico, você precisa ficar de olho em três pilares desse tipo de tráfego:

  • Marketing de Conteúdo: para ajudar as pessoas a resolverem seus problemas e se tornar autoridade para elas, você precisa oferecer bons conteúdos sempre.
  • SEO ou Search Engine Optimization: para colocar seu conteúdo em primeiros lugares nas páginas do Google e ser encontrado sempre, você precisar usar algumas técnicas para as pessoas encontrarem você, sua empresa, seu negócio…
  • Alcance: além de otimizar seu conteúdo para as ferramentas de busca, você também vai precisar divulgar seu material para que as pessoas possam encontrá-lo mais facilmente.

Então, lá vai algumas dicas pra você explorar esses três pilares para bombar o fluxo de clientes e potenciais clientes em suas mídias.

1. Foco no seu público

A ideia é produzir conteúdo para se tornar autoridade diante do público, ajudando as pessoas a resolverem seus problemas, certo? Então, para isso, você precisa CONHECER seu público. Só assim, você vai ser capaz de entender o que ele quer e precisa para, então, oferecer soluções para seus problemas.

2. Uso de palavras-chave relevantes

Para se posicionar nos primeiros lugares nas buscas do Google, você precisa definir e usar bem algumas palavras chave relevantes sobre seu tema. Assim, quando seu público buscar por essas palavras chave elas vão te encontrar. Mas, para saber que palavras chave as pessoas vão procurar você também precisa conhecer seu público e saber como ele faz as buscas, que termos procura, que informações são importantes, quais são seus problemas e dores. Sabendo isso, você vai ser certeiro na definição das palavras chave e o seu conteúdo vai ser top de linha nas páginas de buscas.

3. Títulos poderosos e memoráveis

Um título bem escrito, que chame a atenção e prometa resolver problemas é meio caminho andado para gerar cliques. É pelo título e pela descrição que vem logo abaixo dele que a gente escolhe se vai ou não clicar no link e ir conferir o material, não é? Então, CAPRICHE NO TÍTULO.

4. Diversifique a forma de publicar

Um mesmo conteúdo pode ser entregue para seu público de várias formas diferentes. Pode ser uma postagem curta com uma bela imagem no Instagram, um texto mais elaborado no Facebook, um texto bem mais detalhado e bem ilustrado no Blog, um infográfico bem explicativo, um vídeo no Youtube, um ebook, um podcast… o lance é oferecer a informação de vários jeitos. Assim, não importa onde ou como a pessoa busca, ela sempre vai te achar.

5. Vincule as mídias

Outro lance legal é usar as mídias de forma interligada. Fez um post novo no Blog, coloca chamada pra ele no Instagram e no Facebook. Fez uma postagem legal no Instagram, chama pra ela no Facebook e no vídeo no Youtube. E assim por diante. Assim, o tráfego de uma mídia pode alimentar a outra também.

6. Aumente o alcance do seu conteúdo

Não adianta fazer um conteúdo bacana e não divulgar. Use suas várias mídias para isso e se empenhe em entregar para o maior público possível. A vinculação das mídias pode ajudar bastante. Boas chamadas para a ação (call to actions) também podem turbinar seu alcance, levando as pessoas a compartilharem seu material.

7. Promova engajamento do seu público

Quando buscam informações ou soluções para seus problemas e até mesmo quando procuram algo que querem comprar, as pessoas não querem só receber os dados e pronto. Elas querem interagir, conversar, tirar dúvidas e dar opiniões. Promova essa interação, se comunique com as pessoas, responda, peça opiniões, ouça seu público.

8. Publique com frequência

Não importa qual seja ou quais sejam as mídias que você usa, tenha regularidade na sua produção de conteúdo. Nas buscas no Google e nos algoritmos do Instagram, Facebook e Youtube, essa regularidade é muito valorizada e pode render pontos tanto na hora de otimizar o material quanto na hora de as redes sociais entregarem seu conteúdo para mais gente. Não deixe as pessoas te esquecerem. Poste sempre e poste com qualidade.

9. Conheça seus concorrentes – faça benchmarking

Observe sua concorrência, descubra o que está funcionando e o que não está. Siga os passos de quem já está no mercado e está se dando bem. Analise o que as pessoas não estão fazendo também e encontre janelas de oportunidades. E aproveite-as!

Quer saber mais sobre como colocar técnicas e estratégias de curto, médio e longo prazos em prática. Se liga nos nossos cursos. Lá a gente ensina tudinho passo a passo, num tutorial completíssimo!